Crazy Fan Book's

resenha de livros nacionais e estrangeiros

Jane Eyre

Jane Eyre Book Cover Jane Eyre
Charlotte Brontë
Literatura Estrangeira \ Romance
Penguin Classics
9780140623253
Paperback
448
Jane Eyre

Orphaned Jane Eyre grows up in the home of her heartless aunt and later attends a charity school with a harsh regime, enduring loneliness and cruelty. This troubled childhood strengthens Jane's natural independence and spirit - which prove necessary when she finds a position as governess at Thornfield Hall. However, when she finds love with her sardonic employer, Rochester, the discovery of his terrible secret forces her to make a choice. Should she stay with him and live with the consequences, or follow her convictions, even if it means leaving the man she loves? A novel of intense power and intrigue, Jane Eyre (1847) dazzled and shocked readers with its passionate depiction of a woman's search for equality and freedom.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Romance clássico ambientado na sociedade inglesa do século XIX. Jane Eyre, órfã de pai e mãe, vive com parentes que a desprezam até ser enviada para a instituição de caridade Lowood. Apesar das inúmeras privações que enfrenta na escola, a menina leva uma vida quase feliz e se torna forte e independente. Aos 18 anos, decide partir para Thornfield e trabalhar como preceptora de Adèle, pupila do irônico e arrogante Edward Rochester.

Jane Eyre narra, além de uma comovente história de amor, a saga de uma jovem em busca de uma vida mais rica do que a sociedade inglesa do século XIX tradicionalmente permitia às mulheres. Publicado originalmente em 1847, o primeiro romance de Charlotte Bronte inspirou adaptações para o cinema e a televisão.

(Esta tradução de Heloisa Seixas é exclusividade da BestBolso.)

Um dos meus romances favoritos!!!!

 

O que dizer sobre um clássico??? Escrito em 1847, Jane Eyre continua sendo um romance inspirador, cheio de vivacidade, com personagens fortes e apaixonantes.

Acredito que todos deveriam lê-lo. SUPER RECOMENDO!!

Só conheço a versão original e sei que existem versões em português, então não há motivo para não procurar por ele nas livrarias…

Meu livro é uma versão reduzida e por isso as letras são muito pequenas, o que dificulta a leitura, mas consegui um preço ótimo nele o que, pra mim, fez valer a pena.

Sempre compre livros com fontes maiores para não forçar a vista e não perder um pouco do prazer de ler!!

Jane Eyre Poster 2

 

A história é toda narrada por Jane, que fala diretamente com o leitor nos últimos capítulos.

E começa com a infância de Jane que até os 10 anos de idade vivia com sua tia Sra. Reed e seus primos Eliza, John e Georgiana na propriedade de nome Gateshead Hall.

Devido à morte de seus pais, o irmão de sua mãe (Sr. Reed) assumiu a responsabilidade de cria-la e em seu leito de morte pediu a sua esposa que continuasse criando a sobrinha como se fosse filha. Presa a promessa, a Sra. Reed continuou a criar Jane mas nunca como a uma filha.

Jane desde cedo mostrou um temperamento forte, tempestuoso, obstinado e pouco flexível. Cresceu se sentindo um fardo indesejado na família Reed.
Por algum tempo sua única companhia era uma das criadas que se chamava Bessie e seus desenhos.

Todos em Gateshead viam Jane com uma criança difícil por seu temperamento, que na realidade era sua defesa para não mostrar a verdadeira carência por afeto e atenção que sentia.

 

“… I am unhappy – very unhappy, for other things.
What other things? Can you tell me some of them?
How much I wished to reply fully to this question! How difficult it was to frame any answer! Children can feel, but they cannot analyse their feelings; and if the analysis is partially effected in thought, they know not how to express the result of the process in words. …”

 

**SPOILER ALERT**

Sinceramente, não sei como não falar mais do que deveria sobre este livro, por isso o alerta!

 

Aos 10 anos, Jane é enviada para a escola Lowood, um internato reservado a crianças órfãs, que sobrevivia do dinheiro das famílias das alunas e de doações do governo.

Ávida por conhecimento, Jane aprendeu a se adaptar as condições difíceis e ao tratamento frio e punitivo de Lowood.

Fez amizade com uma das alunas, chamada Helen Burns, que para ela era um anjo em pessoa, e também com uma das professoras, Miss Temple a quem aprendeu a admirar.

 

“… ; you are good to those who are good to you. It is all I ever desire to be. If people were always kind and obedient to those who are cruel and unjust, the wicked people would have it all their own way; they would never feel afraid, and so they would never alter, but would grow worse and worse. When we are struck at without a reason, we should strike back again very hard; I am sure we should – so hard as to teach the person who struck us never to do it again.”

 

Após sua formação, Jane decidiu conhecer novos horizontes e recomeçar sua vida mais uma vez. Eis que então foi trabalhar em Thornfield Hall, propriedade do Sr. Edward Fairfax Rochester e aí a história começa a tomar vida (na minha opinião).

Meus capítulos favoritos são o 23 e o 24.

 

Muita coisa acontece a partir daqui, então mesmo que eu tenha contado mais do que costumo fazer ainda tem muito pra rolar…

Basta dizer que:

Nem tudo são flores na vida de Jane Eyre, uma mulher com personalidade, com senso de honestidade e lealdade, uma mulher determinada e a frente do seu tempo.

Que o Sr. Rochester é um cara muito … esperto. ;)

E que Thornfield guarda um segredo obscuro.

 

 

“… Tell me now, fairy as you are – can’t you give me a charm, or a philter, or something of that sort, to make me a handsome man?
It would be past the power of magic, sir; and, in thought, I added,
A loving eye is all the charm needed: to such you are handsome enough; or rather your sternness has a power beyond beauty.”

 

“… I sometimes have a queer feeling with regard to you – especially when you are near to me, as now: it is as if I had a string somewhere under my left ribs, tightly and inextricably knotted to a similar string situated in the corresponding quarter of your little frame. And if that boisterous Channel, and two hundred miles or so of land, come broad between us, I am afraid that cord of communion will be snapped; and then I’ve a nervous notion I should take to bleeding inwardly. As for you – you’d forget me.”

 

Ai ai…

 

 

Quanto ao filme…

Existem algumas versões cinematográficas baseadas no livro.

 

Jane Eyre Poster 1

 

A única que tive o prazer de assistir, até o momento, foi a versão lançada no ano de 2011 com os atores: Mia Wasikowska, como Jane Eyre e Michael Fassbender, como Edward F. Rochester.
Dirigido por: Cary Joji Fukunaga.

 

jane-eyre-2011-nyc-premiere-michael-fassbender-mia

 

Não só os atores andam fazendo sucesso e tirando suspiro de fãs mundo afora como também o diretor. (Foto acima, Michael, Mia e Cary no lançamento do filme em Nova York – Infelizmente nessa foto que encontrei os meninos não estão tão bem.)  :(

 

 

Os atores são ótimos!
Particularmente acho a Mia incrível e muito talentosa e Michael como Senhor Rochester, abalaria o coração até da autora (Charlotte Brontë), se estivesse viva.
Formaram um lindo casal.

 

Mia Wasikowska 1 Michael Fassbender Movie 3

 

Achei o filme bem fiel ao livro. Claro que algumas omissões são feitas no curso da história e o final poderia ser mais completo mas isso não tirou o brilho e a simplicidade deste romance.

Já perdi a conta de quantas vezes assisti a essa versão…
Super recomendo!!

 

J

 

Se quiser conferir o trailer legendado no youtube, é só clicar:

https://www.youtube.com/watch?v=9uBndXKKB_g

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>