Crazy Fan Book's

resenha de livros nacionais e estrangeiros

Cinquenta tons mais escuros

Cinquenta tons mais escuros Book Cover Cinquenta tons mais escuros
Fifty Shades #2
E.L.James
Literatura Estrangeira / Romance Erótico
Intrínseca
9788580572100
Paperback
486
Fifty Shades Darker

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

 

 

Se você está lendo este post, provavelmente já leu o livro 1 então não é spoiler dizer que o casal começa este volume separado.

Os dois sofrendo pela distância imposta por Ana, no final do volume 1, que de tão assustada não se viu capaz de ser o que Christian procura em uma mulher e muito menos de entender o porque de suas “necessidades incomuns”…

Terminamos 50 tons de cinza com uma Ana desolada e um Grey perdido entre a vida previsível que sempre teve & o sentimento desconhecido que passou a nutrir por Anastasia Steele, com o qual não sabe lidar.

A história começa alguns dias depois do volume anterior e Ana está começando em seu trabalho novo em Seatle, como assistente do editor Jack Hyde.

Para nossa alegria não precisamos de muitas páginas pra ver o Sr. Grey correr atrás do prejuízo!

Algumas reviravoltas anunciadas no primeiro livro começam a desenrolar neste e dão um pouco de sentido a tanta devoção em um espaço de tempo tão curto entre ambos os personagens principais.

Sim, o romance continua a todo vapor. Intenso, porém menos “radical” digamos assim. E uma vez que o leitor já se identifica com o casal fica impossível não se manter na torcida.

 

“… Nunca na minha existência vou me cansar de olhar para esse sorriso.”

 

É bom ver que com o passar do tempo, o convívio vai trazendo aquela familiaridade que ocorre em relacionamentos amorosos. Mesmo assim ainda sobra espaço para os questionamentos intermináveis entre Ana e sua deusa interior, uma vez que Kath, sua melhor amiga, está de férias em Barbados desde o final do primeiro livro e a maior parte deste.

Falando em Kath fica impossível não se lembrar do seu lindo namorado, que por sinal é um dos personagens que mais me agradou nesta coleção e que sabemos muito pouco a respeito. Seu nome é Elliot Grey, irmão de Christian. Ele parece tão cheio de vida, sempre que ele aparece a história dá uma animada.
Adoraria que a autora escrevesse um livro sobre ele já que o volume 50 tons de liberdade é o último da trilogia.

Continuando…

Teremos muita roupa suja pra lavar nessa parte da história. Tive variações de humor durante a leitura, entre amor e ódio. Se você se envolve nas histórias como eu, vai sofrer um pouquinho também.

O livro é bem escrito, o romance é cativante.

Se você é facilmente impressionado por rótulos pode pensar que esse livro não faz seu estilo. Eu digo que se você gosta de romance, vai nessa, vai ser divertido. O que não te atrair é só pular, mais esse volume é bem mais leve que o primeiro, porque o Sr. Grey está aprendendo a viver uma vida mais próxima do mundo real.

E se você já leu o 1 e gostou não tem motivos para não ler as sequências.

50 tons mais escuros termina com muitas interrogações. Impossível não pegar os 50 tons de liberdade pra conferir o que se passa na cabeça de Jack ou o que Elena tem em mente…

O que eu quero mesmo saber é: O que Christian pede ao Dr. Flynn para perguntar a Leila??? (pág 473)

 

O audiobook em inglês manteve as mesmas expectativas que o primeiro, se quiser dê uma olhada no post 1 para ver meus comentários a respeito.

Informações técnicas: Unabridged, narrado por Becca Battoe, duração de 19 hs e 48 min.

 

Audiobook Darker

 

É bom lembrar que este livro é de 2012 (A trilogia começou em 2011). Já havia lido naquela época mas como tenho a intenção de postar sobre o que já li e como o filme 50 tons de cinza já está saindo do forno decidi reler a coleção e por isso resolvi conhecer o audiobook.
Mesmo sem o suspense da primeira leitura o livro é cativante e manteve em alta meu interesse na história.
Na época da publicação não estávamos tão fissurados  em what’s up e outros aplicativos como hoje e isso justifica as mensagens entre Grey e Ana serem trocadas por e-mail.

 

“… Amo tudo nele, até mesmo seus cinquenta tons. Sei que a vida com Christian nunca vai ser entediante.”

 

Como comentei antes, 50 tons mais escuros termina deixando uma pulga atrás da orelha do leitor, se você ainda não leu, garanto que será difícil abandonar a leitura agora.

 

fifty-shades-trilogy-boxed-set

 

Já já eu volto com o final da trilogia: 50 tons de liberdade.

“Oh my!!!”

“Don’t leave me”

“But I’m a selfish man. I’ve wanted you since you fell into my office. You are exquisite, honest, warm, strong, witty, beguilingly innocent; the list is endless. I’m in awe of you. I want you, and the thought of anyone else having you is like a knife twisting in my dark soul.”

“Fair point well made Miss Steele”

 

“Laters, Baby!!”

 

Fotos da autora e das capas EUA – UK:

 

images Fifty Shades Darker cover USA e UK

 

 

Trilogia 50 tons:

Fifty Shades of Grey (2011) – Cinquenta tons de cinza

Fifty Shades Darker (2012) – Cinquenta tons mais escuros

Fifty Shades Freed (2012) – Cinquenta tons de liberdade

Grey (2015) – Grey

 

Posts relacionados:

A Penthouse de Christian Grey

Filme 50 tons de cinza

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>